facebook
twitter
logotype
deco

Traumatismos Crânio–Encefálicos,

Lesões Cerebrais e Pacientes Especiais

 

É chamado traumatismo crânio–encefálico o dano físico ou deterioro funcional das estruturas cranianas, encefálicas ou meníngeas condicionado por uma mudança aguda de energia ou força traumática externa.

No momento do traumatismo se produzem forças de aceleração e de desaceleração da massa encefálica. Quando se produz este deslizamento intracraniano pelo impacto, se está produzindo o rompimento de pequenos vasos cerebrais que provocarão hematomas, aumento da pressão intracraniana e edema que vai comprimir o Tronco do Encéfalo. Dessa maneira vemos que as lesões são produzidas pela mudança de velocidade e pelo efeito de contragolpe no polo oposto da zona de impacto da força como, por exemplo, o movimento de chicote produzido na cabeça e no cérebro.

Não devemos pensar que os traumatismos crânios-encefálicos são somente aqueles causados por acidentes de carro ou acidentes praticando esportes que precisaram de hospitalização. Um alto índice de traumatismos não é detectado porque o impacto foi leve porém, pode causar muito desconforto visual. Também pode haver traumatismos em neonatos causados pela extração com fórceps do bebê. Muitas crianças também são vítimas de traumatismos devido a quedas (tombos) sem importância que nunca serão diagnosticadas.

Uma pessoa que sofreu uma lesão traumática pode notar dificuldades como:

  • Visão dupla (problemas binoculares).
  • Embaçamento intermitente ou constante das imagens (problemas acomodativos).
  • Impressão de movimento de objetos imóveis como as paredes ou o chão.
  • Defeitos no campo visual.
  • Fadiga ocular.
  • Intenção espacial unilateral (Neglect).
  • Dores de cabeça.
  • Problemas de equilíbrio.
  • Problemas de orientação espacial.
  • Problemas de coordenação motora.
  • Dificuldades na fala.
  • Dificuldades para manter a atenção e a concentração.
  • Dificuldades para ler (problemas nos movimentos oculomotores).
  • Dificuldades de memória, especificamente na memória sequencial.
  • Fotofobia.
  • Enjoos.

Esses sintomas geralmente são comentados aos profissionais da visão, o que requer uma avaliação específica. Caso essa avaliação não seja minusciosa, muitos dos pacientes serão informados que seus olhos estão perfeitos e que esses sintomas não estão realicionados com o sistema visual.

No Instituto Thea realizamos um protocolo de exame específico para estes tipos de pacientes para poder planejar o tipo de tratamento visual mais eficaz em cada caso. O tratamento inclui:

  • Óculos.
  • Tratamento com prismas.
  • Filtros de cores.
  • Tampão.
  • Fototerapia Syntonic.
  • Terapia Visual.
  • Trabalho multidisciplinar com profissionais que realizam outros tipos de terapias.

Além de pacientes com traumatismos crânios-encefálicos trabalhamos com uma grande porcentagem de êxito, com pacientes que tiveram outros tipos de lesões cerebrais como Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC) e paralisias cerebrais.