facebook
twitter
logotype
deco

Ambliopia e Estrabismo

Ambliopia

A ambliopia funcional é uma condição unilateral ou, com pouca frequência bilateral, na qual, a melhor acuidade visual com correção (óculos ou lentes de contato) é menor que 20/20 (100%) em ausência de anomalias estruturais ou patológicas óbvias.

A nível comportamental a ambliopia é uma disfunção para recolher, processar, analisar e responder a informação visual. Por tanto o olho ambliope terá dificuldades em habilidades visuais como os movimentos oculomotores, a acomodação ou a localização espacial.

Frequentemente a ambliopia está associada a:

- Erros refrativos: Diferenças de nitidez entre as imagens provenientes de cada olho devido a hipermetropias, miopias ou astigmatismos.

- Estrabismos unilaterais constantes: Desvio de um dos olhos de maneira permanente.

Devido ao fato do sistema visual estar formado por dois olhos, o cérebro deve fusionar as duas imagens que recebe. Se a nitidez dessas imagens ou o alinhamento das mesmas são muito diferentes, o cérebro começará a ignorar a imagem de menor qualidade dando resultado ao que chamamos ambliopia.

Tratamento da ambliopia

O tratamento pode incluir:

  • Óculos ou lentes de contato
  • Tampão (Oclusão)
  • Terapia visual para ajudar a igualar as habilidades oculomotoras, acomodativas, perceptivas e restaurar a visão binocular

Através desse protocolo de atuação e graças a neuroplasticidade cerebral a Optometria Comportamental pode tratar com sucesso as ambliopias a qualquer idade.

 

Estrabismo

O estrabismo e a incapacidade de alinhar os dois olhos no mesmo ponto do espaço ao mesmo tempo. Essa condição é conhecida coloquialmente como olho vesgo.

Este desalinhamento pode ser:

  • Constante: Um dos dois olhos sempre está desalinhado
  • Intermitente: Algumas vezes um dos dois olhos está desalinhado
  • Unilateral: Sempre está desalinhado o mesmo olho
  • Alternante: O olho desalinhado não é sempre o mesmo

Em função da direção do desalinhamento o estrabismo pode ser:

  • Endotropia: O desalinhamento do olho é para dentro (para o nariz)
  • Exotropia: O desalinhamento do olho é para fora
  • Hipertropia/Hipotropia: O desalinhamento e para cima ou para baixo
  • Ciclotropia: Rotação do olho com respeito ao seu eixo anterior-posterior

O desvio pode ser devido a múltiplas causas, e antes de estabelecer um prognóstico e realizar o tratamento é muito importante encontrar a origem do desalinhamento.

Esse desalinhamento pode ser causado por:

  • Anisometropia: Diferença do erro refrativo de um olho para o outro
  • Mau desenvolvimento da coordenação binocular
  • Problemas acomodativos
  • Patologias
  • Traumatismos e/ou lesões cerebrais

Tratamento do estrabismo

O tratamento, na maioria dos casos, depende da causa do desvio e pode incluir:

  • Óculos ou lentes de contato
  • Oclusão
  • Terapia Visual para alinhar os eixos visuais e desenvolver uma visão binocular, mantendo os dois olhos trabalhando de uma maneira conjunta durante todo o tempo.

Através de um protocolo de atuação adequado e graças a neuroplasticidade cerebral a Optometria Comportamental pode tratar com sucesso os estrabismos a qualquer idade.